Pular navegação

Blog

Ajuda

Segundo relato da quinta reunião presencial da Colaborativa Serigy.

O relato abaixo é a continuação de um outro postado no dia 23 de jullho de 2018, o qual está sendo trazido novamente para cá.

A reunião foi realizada no dia 14 de julho de 2918, no salão paroquial da igreja S. Francisco de Assis, Stos. Dumont, Aracaju.

A reunião contou com a presença de Zezito de Oliveira, Maíra Ramos, Pe. Soares, Igor Gonçalves e  seis jovens ligados ao grupo poverello.

A reunião teve como pauta principal a discussão dos valores, missão e visão de futuro da ColabSE. Essa discussão foi mediada/facilitada  por Igor Gonçalves.

As falas apresentaram as seguintes opiniões abaixo.  Após o registro e publicação na plataforma corais, quem não participou da reunião presencial poderá apresentar suas opiniões, assim como poderá refazer ou organizar o que foi produzido na reunião presencial.

PRODUTORA CULTURAL COLABORATIVA Links para quem quer conhecer os detalhes e repercussões da proposta.

Prezados Senhores

 
Vivemos um período difícil,  quiça seja passageiro,  e observamos  um descontrole planetário sem precedentes  e por conseguinte,  nossas atenções estão mais voltadas para a sinalização de crises, problemas, dificuldades e etc, contudo as energias positivas também estão lá nos seus respectivos espaços influenciando e gerando uma reação inversa é portanto necessário  direcionarmos  o nosso olhar  para  as oportunidades bem como para as boas práticas.
 
Segue uma sequência de links com informações que registram a nossa continuidade, e a nossa confiança de que com atitudes  colaborativas o o percursos se torna mais ameno. 
 

Matéria veiculada pela Fundação Banco do Brasil

Passo a Passo da Formação de uma Produtora Colaborativa.

Estamos aqui em Sergipe buscando formar um arranjo produtivo de produtoras colaborativas que está em fase de teste. Esperamos até dezembro podermos lançar a versão 1.0.

Iremos colocar abaixo os passos que estamos trilhando,  a partir da experiência dos companheiros pioneiros que deram partida, em especial a partir de Pernambuco e Bahia e da experiência do coletivo organizador sergipano.

Portanto, para quem tem interesse em formar uma produtora colaborativa, tanto aqui em Sergipe, como em outro estado e para nós que estamos em fase de criação.

Lembrando, uma produtora cultural colaborativa nasce a partir de um coletivo que já desenvolve alguns conceitos e práticas de ações colaborativas e solidárias.

1º passo

Primeiro relato-sintese das reuniões das propostas de colaborativas SE, realizadas no final de semana (13 e 14 de julho de 2018)

Prezados (as)

Na sexta (13) e no sábado (14), tivemos reunião com o coletivo organizador do Sarau Ensaio Secreto e com o coletivo organizador da Colaborativa Serigy (ColabSE)  e Colaborativa Poverello.

Algumas questões importantes apareceram nestes dois momentos, e que vale a pena ser registrado e compartilhado. Há uma segunda parte que seguirá depois, com o relatório da reunião com as duas últimas colaborativas citadas.

Videos e outros subsidios para a discussão e implementação de uma produtora cultural colaborativa

Videos e outros subsidios para a discussão e implementação de uma produtora cultural colaborativa

 

Abaixo,  estamos relacionando os materiais utilizados nas plenária de cultura pós FSM e nas rodas de conversa sobre produtora cultural colaborativa realizadas em Sergipe desde abril de 2018.

Vale a pena para quem participou rever e,  para quem faltou a algum encontro,  poder ficar atualizado para participar dos próximos na perspectiva de fortalecer o avanço da caminhada.

https://acaoculturalse.blogspot.com/2018/05/videos-e-outros-subsidios-para.html

Sobre produtoras culturais colaborativas,

A tecnologia social da Produtora Cultural Colaborativa é um conjunto de metodologias para que grupos autogestionários transformem seus espaços de inclusão digital em empreendimentos criativos que oferecem produtos e serviços ligados a cultura digital, mídia livre, audiovisual e produção cultural de forma legalizada utilizando softwares livres.

O  conjunto de metodologias atuam em seis diferentes áreas do  empreendimento: Educação, Produção. Comunicação, Memória, Gestão e  Economia, utilizando como pilares outros seis fatores: Cultura popular,  Criatividade, Empreendedorismo, Cooperativismo, Software Livre e a  Economia Local

Impressões de visita a Salvador

No dia 14 de junho (quinta feira), durante uma viagem a Salvador, tive a oportunidade de conhecer pessoalmente a parceira e colaboradora do ITEA Cris Alves. Ainda que aposentada, Cris ainda realiza trabalhos na área e tem longo histórico de participação de prol do desenvolvimento da cultura no estado da Bahia e outras partes do nordeste. Abaixo um resumo sobre a organização cujo a qual faz parte:

Idéias e realizações para nos inspirar.

Virada cultural na ocupação Nove de Julho terá lançamento de Ana Cañas

Evento no domingo oferece arte, cultura, encontros e gastronomia.

Agradecimento

Prezados (as)
Agradecemos  aos que responderam a tarefa 2 e a tarefa 3 na plataforma corais neste último final de semana. Conseguimos um bom índice de adesão , quase 100%, e aguardaremos até o final desta semana, a participação daqueles que não puderam por alguma razão.
Lembrando, estas duas tarefas pressupõe a realização da primeira que é o cadastramento.
O desafio nas próximas tarefas , será garantir um fluxo de retorno  que garanta uma resposta sem demora, pelo menos da maioria. Para isso é fundamental acompanhar os e-mails e/ou entrar na plataforma vez em quando.
Lembrando a tarefa 1, cadastramento ,e a tarefa 2, resumo biográfico, é geral. A tarefa 3, informação sobre as reuniões com organizações e coletivos é tarefa apenas para coordenadores.

Mapa Canvas dos parceiros da Colaborativa Serigy

Abaixo nos anexos,  consta o mapa Canvas dos parceiros presentes a terceira reunião da colaborativa Serigy, realizado no dia 14 de maio de 2018.

O facilitador dessa açao foi o estudante Igor Gonçalves, do curso de Tecnologia de Informaçáo e Comunicação  da UFS.

Precisa de ajuda?

Blog

O blog permite que os membros de um projeto se comuniquem, discutindo e publicando novidades. É um ótimo lugar para compartilhar processos, desafios e explorar ideias.