Pular navegação

Leitura Crítica da Mídia

Leitura Crítica da Mídia

timer iconTempo estimado:
3 horas
Tempo registrado:
0 horas (3 h sobrando)

Bom dia [email protected]!

Como combinado ontem em nosso primeiro encontro. Vamos realizar uma Leitura Crítica da Mídia. Cada pessoa irá analisar as editorias ao qual tem interesse.

Dicas:

Obervar as imagens e suas legendas;

Adjetivações das palavras;

Anotar pontos e socializar como post de Blog.

Materiais completentares em anexo:

Veículos de Comunicação nas Mãos de Poucos - 11 famílias Dominam a Comunicação Brasileira!

https://

Manual Prático, muito Prático de Leitura Críca de Mídia produzido pelo Centro Luiz Freire. Segue também em anexo juntamente com os slides da PRIMEIRA AULA.

http://issuu.com/oikabumrecife/docs/manual_pr_tico_visualiza__o_web

Prazo: 
23/04/2015 - 19:00 - 22:00
Responsáveis: 
Jessykalves
Responsáveis: 
Marília Vilas Boas
Responsáveis: 
paulo coreano
Responsáveis: 
Tony Blaster

Comentários

#1

Olá pessoal. Boa noite. Quem quiser pode adicionar os tópicos observados por aqui como comentário. Assim todos podem observar as anotações de todos. E na próxima aula todos socializam pessoalmente. Boa tarefinha!

#2

Olá a [email protected] Boa noite.

Segue minha análise da Leitura Crítica da Mídia que fiz através do Portal Fórum sobre os protestos do dia 15 de março, contra o governo Dilma que mobilizou algumas pessoas pelo brasil.  

A matéria chama a atenção da mensagem que o professor de história Eduardo Salle levou às ruas de Brasília com os dizeres: CHEGA DE DOUTRINA MARXISTA | BASTA DE PAULO FREIRE

Poderia passar despercebido caso não cita-se o Paulo Freire, grande libertário de métodos de alfabetização e transformação através da educação. Mas vou DESCODIFICAR na minha análise.

* Obervar as imagens e suas legendas:

A imagem é preocupante não só pela mensagem, que até então é de pura ignorância e de ultra fascismo, mas pelo rapaz que segura a faixa do lado esquerdo com sua característica de ultranacionalista, com influência de doutrinas nazistas e fascista, e possivelmente filho abastardo de militar.

Adjetivações das palavras;

As palavras DOUTRINAÇÃO e BASTA na mensagem, na minha análise, um discurso que leva o “senso comum” achar que a EDUCAÇÃO NO BRASIL ESTÁ UMA MERDA mas a proposta da BANCADA DA EDUCAÇÃO, das três esferas do Estado é levar a privatização e o domínio da educação mercantilista. 

Anotar pontos e socializar como post de Blog:

Fiquem a vontade em opinar e discutir da mina leitura.

Materiais completentares em anexo: 

Link: http://www.revistaforum.com.br/blog/2015/03/professor-cria-polemica-em-protesto-contra-paulo-freire-pedagogia-do-oprimido-e-coitadismo/

paulofreire_0.jpg

É isso galerinha, vamos agitar e colarizar essas LEITURAS!

Tony Blaster

#3

Massa, Tony!

Seria bacana se você pudesse refletir também em como o fato (os cartazes, a manifestação) foi abordado e noticiado pelo veículo de comunicação.

Se houve análise neutra, positiva, negativa, e daí por diante.

Vamos comentando e aprofundando a discussão dessa e das outras análises.

Abraços

#4

http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/apos-aposentadoria-das-...


Na imagem mostra Gisele é homenageada do SPFW por suas amigas também modelos que a usam camisas com fotos da modelo que tem uma carreira grandiosa ao logo desses anos e também uma despedia de Gisele das passarelas.
 

O dia em que eu me aposentar vai ser o dia em que eu morrer. Gisele se despede das passarelas para se dedicar mais a família, porém ela não pretende parar totalmente com os trabalhos de modelo, já fechou um contrato milionário com a Colcci e já deu indícios que vai começar com uma carreira de atriz.


Podem ficar a vontade para opinar

www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/apos-aposentadoria-das-passare...

#5

Boas as análises [email protected]! Sugiro para quem queira realizar outra análise, basear-se em elementos desenvolvidos para pensar, analises, críticas, a mídia tradicional, como explorar mais o manual, que está em anexo. Se observarmos mais atentamente percebe-se que as análises seguiram um tom mais pessoal, falado em 1ª Pessoa (Eu). Isso deve ser feito sempre, porém sempre com embasamentos utilizados na perspectiva jornalística da comunicação.

Durante os próximos continuaresmos analisando constantemente os meios de comunicações. Abraços!