Pular navegação

Hospedagem do Corais - doação

Ajuda

Hospedagem do Corais - doação

Olá, pessoal

Acabo de fazer uma nova doação de U$100,00 para contribuir com a hospedagem do Corais.

Espero que esta iniciativa inspire outras pessoas que também possam fazer suas contribuições, mesmo que seja com valores mais baixos. O sistema de doações via paypal (no rodapé) aceita contribuições a partir de US$10,00.

Sempre é bom lembrar que esta plataforma é livre e mantida por seus usuários, colaboradores e desenvolvedores. A participação de [email protected] é fundamental para que a plataforma seja ágil e esteja atualizada.

O Fred tem assumido a maior parte das despesas de hospedagem do corais nos últimos meses/anos, sugiro que ele compartilhe aqui as perspectivas, desafios e necessidades para essa manutenção ao longo de 2015, de forma a motivar outras pessoas a somarem forças, tempo e recursos para manter o corais vivo.

Abraços

Comentários

#1

Opa Luana,

Parabéns pela iniciativa, nós aqui do Puraqué também queremos contribuir financeiramente para a manutenção do corais.org

Será que o Fred pode abrir o custo de hospedagem do corais.org?

Indo mais adiante, hoje a pessoa que mais contribui para que a nossa plataforma esteja funcional é o Fred? Isso também tem um custo que acredito que precisamos assumir como rede.

O que pensam?

#2

Acho extremamente justo [email protected] colaborarmos.

Vcs acham que crowdifunding seria uma boa?

#3

Opa Carlos,

Acho interessante um crowd com pessoas de fora da nossa rede, no entanto penso que devemos criar uma cultura de sustentabilidade mais perene para as ferramentas que usamos.

Por mais que em um primeiro momento, a gente não consiga cobrir os custos financeiros do corais.org, precisamos cultivar essa prática.

Penso em um processo de contribuição continua não obrigatória, que cada um contribua financeiramente conforme sua possibilidade. Mas se por exemplo o Puraqué se comprometer, com um valor mensal dentro das suas possibilidades, fazer isso durante um ano. Por que assim podemos nos planejar melhor.

Mas boto fé total na vaquinha como algo emergencial, mas que no meu entendimento é complementar.

Talvez tenham grupos que só possam contribuir exporadicamente, então essa galera pode entrar numa categoria de contribuição aleatória. O que é fundamental na minha opinião é termos um fundo nosso, perene e transparente, gerido coletivamente e com prestação de contas on line.

Viajei???

Podemos conversar mais sobre essa proposta em nossa próxima reunião.

Abs,

#4

Sim, a idéia de um fundo é muito interesse para a manutenção do Corais e da rede como um todo. Vamos desenvolver o tema nas próximas reuniões.

Abraços

#5

Os custos não são altos.

Ano passado tivemos a necessidade de expandir para um servidor dedicado e alguns coletivos se comprometeram a colaborar com os custos da hospedagem. No meio do caminho alguns não puderam reiterar a ajuda e eu estava cobrindo da minha conta pessoal o que faltava. O problema é que meu contrato com a Universidade de Twente acabou e agora não recebo mais salário em Euros. Estou voltando ao Brasil desempregado, portanto, não terei mais condições de arcar com os custos.

Eu vejo alguns caminhos para viabilizar a plataforma:

  • organizar um crowdfunding com os membros que usam para cobrir os custos de hospedagem por um ano
  • lançar um serviço premium pago com direito a videoconferência e suporte
  • melhorar a ferramenta de cursos à distância para que os coletivos explorem as possibilidades de receber renda desta forma e, assim, poder doar para a manutenção da plataforma
  • vender o serviço de instalação e customização de Drupal para empresas que desejam ter uma plataforma similar

Por enquanto não pude organizar nenhuma dessas opções, mas assim que voltar ao Brasil em 10 dias poderei me dedicar mais. Acho importante que não seja apenas um esforço meu mas que todos se involvam com essa transição. Se tiverem outras ideias para viabilizar, podem continuar o brainstorming.

Quem puder fazer uma doação emergencial para a gente ir segurando as pontas, siga o link da Dreamhost.

#6

Boa noite!

Acho fundamental os coletivos participantes do corais colaborarem com a sustentabilidade da plataforma. A Produtora Colaborativa do Pará se coloca a disposição para ajudar nisso. Acho que a rede de PCC's tb deve colaborar com o compartilhamento das despesas.

Fred nesse valor já seria possível liberar a video? Se não, qual seria esse valor?

Acho q temos que pautar isso para a próxima reunião da rede e falar com os demais coletivos.

#8

Oi Larissa! Esse valor é o custo atual. O servidor de conferência teria que ser uma máquina separada, pois é bem pesado. Acredito que custaria outro servidor dedicado de U$ 169 p/mês. Podemos também tentar uma solução mais caseira para esse servidor de videoconferências, já que não é tão crítico. Assim que eu tiver uma residência fixa e uma máquina sobrando, posso mantê-lo em casa. Calculo uns 4 meses no futuro.

Se alguém mais quiser se voluntariar a hospedar esse servidor de videoconferências, pode acontecer mais rápido. 

Outro servidor que pode ser separado do site é o do editor de textos colaborativo, o Etherpad, grande responsável pela carga do nosso servidor. De repente se a gente tiver uma coisa aqui e outra acolá, fica mais viável. Problema que não é só ter máquina, mas pessoas capazes de manter as máquinas rodando os servidores.

#7

Compas,

já faz um tempo que venho acompanhando os debates sobre servidores para tecnologias livres, em especial porque gerenciamos uma rede de servidores para um conjunto de servidos vinculados na redelivre.org.br.

Utilizamos a Amazon em um serviço de altíssima qualidade com velocidade e estabilidade, mas com o aumento exponencial do Dolar estamos estudando possibilidades de migração. 

Hoje nosso custo é de aproximadamente 2 mil reais...

Bora bater uma bola para buscar soluções conjuntas.

#9

Opa JPMehl,

Parece-me uma proposta interessante, muitos outros coletivos também tem custos com hospedagem de sites e ferramentas. Podemos puxar uma reunião para conversar sobre isso.

Abs,

Gama

#10

Ola Fred,

Desde ontem estamos sentindo que o CORAIS está mais lento, com as páginas demorando mais para carregar e algumas vezes retornando mensagens de Erro de Timeout.

Você sabe informar se é algum bug no sistema ou se isso já é fruto de alguma redução no servidor atual?

Aproveito também pra confirmar que farei o depósito referente ao iTEIA/Colabor [at] tiva [dot] PE no proximo mes com 100 doláres seguindo o apoio dado por Luana este mes.

Acho importante mantermos uma performance mínima no sistema para evitar que os usuários desistam de publicar conteúdos aqui e acabem utilizando email para essas trocas o que dificulta a gestão colaborativa e a eficiência dos projetos que estão na plataforma.

Os demais que se manifestaram aqui existe alguma perspectiva de contribuição? Como Fred falou ele já esta sem bolsa e de mudança pro Brasil sinto que precisamos agir e começar de fato a custear essa hospedagem coletivamente.

#11

O servidor continua o mesmo, mas caso não haja uma mobilização para levantamento de fundos, creio que terei que voltar para o plano de servidor compartilhado de outrora. Isso vai tornar o Corais bem mais lento do que hoje em dia.

Nós tivemos alguns ataques de robôs tentando roubar senhas de usuários nos últimos dias. Talvez tenha sido isso a causa da lentidão temporária. Ao que parece, agora está normal.

#12

Ola Fred,

A sua preocupação também é a nossa, pode ter certeza q não esta mais sozinho nesta comunidade e na manutenção do CORAIS.

Conversei com algumas pessoas que integram a MetaDESIGN e listo aqui o q temos garantido ate o momento:

Apoiador  ( Organização Apoiadora )

Jatobá (iTEIA / Colabor [at] tiva [dot] PE)  - 100 Dolares a cada 3 meses

Luana Vilutis (FORGEP / Colabor [at] tiva [dot] PE) - 100 Dolares a cada 3 meses

Carlos Lunna (TEAR Audiovisual / Colabor [at] tiva [dot] PE) - 100 Dolares a cada 3 meses

Jader Gama / Larissa Carreira (Produtora Colaborativa de Belém) - Ainda não confirmou o valor de apoio

Minha conta e bem simples, precisamos de pelo menos 6 apoiadores doando 100 dolares a cada 3 meses sem atrasos. Assim teremos todo mes 2 apoiadores pagando um total de 200 dolares. que cobre o servidor atual + chat (mas nao cobre a videoconferencia).

Caso seja possivel tb contar com vc Fred (Instituto Ambiente em Movimento) e caso o Gama e a Larissa confirmem o apoio da Produtora Colaborativa de Belém junto aos demais ficamos apenas faltando 1 apoiador confirmar para termos 6 apoiadores confirmados o que nas minhas contas seguram as pontas como estamos hj.

Aguardo a consideração dos demais e também aproveito o email para informar que os ataques persistem hj pois estamos novamente com a performance do CORAIS comprometida.

Seria bom conversarmos o que podemos fazer para amenizar esse tipo de problema, pois e o quarto dia que esse problema se repete em uma semana.

#13

Investiguei os logs de acesso e descobri um uso intensivo do Baiduspider, o crawler do buscador chinês. Bloqueei o acesso a esse bot no Robots.txt e em 48 hs acredito que irá fazer efeito. Acredito que tenha sido esse o principal problema, juntamente com as tentativas de roubo de contas. O problema de lentidão deve desaparecer logo.

Sobre as contribuições, agradeço a mobilização. Por enquanto eu estou sem renda nenhuma, então acredito que o ideal seria conseguir mais mantenedores. Porém vou inteirando o que faltar até acabar minhas reservas pessoais. Quanto ao Ambiente em Movimento, não há condições deles ajudarem financeiramente no momento.

#14

fred, a maioria dos bots não respeita o robots.txt, o e baiduspider é um dos mais chatos. tem que bloquear ele direto no apache/nginx.

um exemplo de como fizemos no nginx do cirandas/escambo/blogoosfero: https://github.com/coletivoEITA/noosfero-cookbook/blob/master/templates/default/nginx.conf.erb#L119

bloqueamos o baiduspider e vários outros, veja https://github.com/coletivoEITA/noosfero-cookbook/blob/master/libraries/noosfero_server.rb#L10

#15

Valeu pela dica Braulio! Fiz o seguinte, criei uma rewrite rule no .htaccess para bloquear os spiders listados no Cirandas.

Ficou assim:

RewriteEngine On<br />
RewriteCond %{HTTP_USER_AGENT} ^.*(Baiduspider|msnbot|Purebot|Lipperhey|Mail.Ru|scrapbot|MJ12bot|AhrefsBot|YandexBot|BDCbot|MegaIndex|UniLeipzigASV).*$ [NC]<br />
RewriteRule .* - [F,L]

#16

Muito boas notícias.

Bráulio valeu pelas dicas e Fred pela nova solução proposta. Considerando sua análise do log, acho que a experiência do CIRANDAS pode ser bem útil pra gente evitar o q eles ja mapearam e tentar contribuir nessa lista caso outros robos venham bater em nossas portas

Aproveito a participação do Bráulio para também trazer um debate que estamos tendo na Cooperativa E.I.T.A. sobre nossos servidores. 

uma das soluções consideradas de mais baixo custo que a Dreamhost foi a  https://hosthatch.com/openvz-ssd-vps

Neste papo o Bráulio me indicou um site com outras empresas: http://lowendbox.com/

O que vcs acham de testarmos um destes serviços?

#17

massa cara, jogue duro com os bots!

#18

Boa noite! Conversamos sobre a sustentabilidade do Corais e vários grupos integrantes da Rede de Produtoras Culturais Colaborativas querem colaborar com o pagamento do servidor.

Precisamos saber em qual conta devemos depositar. E também surgiu a sugestão de definição de um valor fixo mensal para cada participante no corais.

Fred, não sei se você já informou isso aqui, mas gostaríamos de saber qual o custo mensal para que seja melhor definido o valor de contribuição (individual) ou por coletivo.

Dependendo do valor dos custos, acredito que se a contribuiçao for mensal, o valor da contribuição individual seria bem baixo. Considerando que 20 a 30% não contribua, mesmo assim já seria uma arrecadação suficiente.

Recentemente criamos um projeto com vários pesquisadores de um Grupo de Pesquisa do NAEA que fazemos parte. Todos gostaram muito da ferramenta e acredito que irão concordar em apoiar individualmente ou por grupo.

Então pra organizarmos melhor esse assunto, ficamos aguardando as informações dos custos mensais do servidor, definição melhor forma de contribuição e os dados bancários.

#19

que massa a articulação larissa!

minha opinião: o custo do servidor pode sair barato ($21 ou R$70 por mês dá uma boa máquina no hosthatch.com, por exemplo), mas o principal para mim está muito além da máquina: o trabalho de pessoas - programadores, testadores, opinadores, etc - é o que mais precisa de apoio.

por isso, acredito que vcs devam aproveitar o embalo para conseguirem um valor além do servidor, mensalmente, para investir em pessoas que desenvolvam a plataforma. afinal, fazer as coisas no "tempo livre" é complicado...

bjos,

bráulio

#20

Oi Larissa!

Os custos do servidor eu já postei lá em cima. Vou repetir aqui:

O Jatobá já fez uma distribuição interessante para cobrir o valor. Estamos precisando de mais dois coletivos dispostos a ajudar com 100 dólares a cada 3 meses.

Braulio e Jatobá, dei uma olhada no hosthatch e acho que não é uma opção, pois trata-se de um Virtual Private Server (VPS). O Corais tava num plano assim na Dreamhost e não tinha memória e processamento que desse conta. Atualmente a plataforma de fato requer um servidor dedicado.

Migrar para outro servidor está fora de cogitação nos próximos meses pois o trabalho de configurar tudo de novo é colossal. O que eu posso fazer caso a situação aperte é retroceder de dedicado para VPS na Dreamhost mesmo, cujos preços não são tão diferentes da Hosthatch na mesma categoria. Esse tipo de migração acontece automática e não necessita grandes adaptações. O problema é que vai ficar mais lento e sujeito a constantes resets.

Um ponto importante na hospedagem é a confiabilidade dos backups, documentação e a responsividade no suporte. Nesses anos todos que estou na Dreamhost, não tenho do que reclamar. Se dá algum problema, sempre tenho uma resposta em menos de 3 horas. Eu acho que o preço deles está bem bacana e acho que temos que trabalhar para cobrir os custos ao invés de cortar.

O barato pode sair caro se um servidor sofrer queda de energia e os dados de usuários forem perdidos, como já vi acontecer com colegas.

#21

Fico contente em saber do interesse e da disponibilidade de mais pessoas colaborarem com a manutenção, hospedagem e desenvolvimento do corais.

As doações são feitas diretamente na Dreamhost que direciona o recurso para o servidor do corais. No rodapé da dashboard do corais vocês encontram um link: Contribua você também com os custos de hospedagem!

Como o pagamento é em dólar pelo paypal, penso que o mais vantajoso financeiramente é organizar as doações coletivamente, de modo a pagar as taxas de variação cambial e o IOF de uma vez, mas fica a critério de cada pessoa.

Acho pertinente a proposta de Bráulio, de pensarmos para além da hospedagem do corais. Para isso precisaríamos de um projeto, com os custos de desenvolvimento e manutenção da plataforma, o que pode inclusive ser pensado para o crowdfunding sugerido anteriormente. Fica o convite para quem puder formular o projeto.

#22

Embora ache uma boa idea, não acho viável pensarmos em custos trabalhistas no momento, simplesmente porque os projetos aqui hospedados ainda não geram um grande volume de receitas excedente. Por enquanto, o trabalho pode ser recompensado de outras maneiras: reputação, oportunidade de fazer trabalhos inovadores, formar recursos educacionais e ferramentas de trabalho.

#23

Blz! Então são R$100,00 por mês nesse momento. Vou compartilhar isso com o pessoal e ver quem e quantos podem ajudar. Vou ver se podemos seguir essa sugestão da Luana e juntar tudo e passar só de uma vez.

Ainda acho que além dos coletivos, temos que criar uma campanha com [email protected] membros do corais e solicitar uma doação de R$ 10,00 ou 5,00/mês. Hoje existem 2.943 usuários. Se 2% dos usuários doarem R$ 5,00 reais/mês, já banca os custos do servidor.

Essa deve ser um decisão coletiva, de criar uma campanha permante de doação, que poderia ter a opção de doar R$ 5, 10 ou 20/mês via paypal, mas com uma campanha de comunicação mensal para incentivar a doação.

O que acham?

OBS: Existem outras formas de bancar a plataforma, inclusive com editais públicos, mas já que essa é uma plataforma de gestão colaborativa, acho bem coerente que os próprios membros, ou pelo menos uma parte, banque os custos mínimos.

#24

Só um detalhe Larissa, é 100 dólares não 100 Reais.

Seria ótimo se todos os usuários contribuissem, mas a verdade que não podemos contar com isso. Campanhas permanentes não funcionam pois perde o impacto. Daria pra fazer uma campanha anual, como faz a Wikipedia, mas aí acho que o valor a ser alcançado seria tão grande que a gente não chegaria lá. No momento temos apenas um número muito reduzido de pessoas que desejam ajudar e acredito que elas não teriam condições de adiantar sua contribuição de um ano inteiro. Por isso que divide a cada 3 meses.

O que eu pretendo fazer é criar uma nova ferramenta que computa as doações e envia lembretes para os membros contribuintes. Acredito que isso será útil para outros projetos que desejam buscar financiamento coletivo.

Quanto aos editais públicos, eles me parecem mais indicados para desenvolvimento de novas funcionalidades e não para manutenção. Concordo contigo que a manutenção deve ser feita pelos membros, do contrário, pode inviabilizar o projeto se as vias de financiamento do governo são interrompidas.

#25

Fred, 100,00 reais por mês é igual a 100,00 dólares a cada 3 meses, já que o dólar está a 3,00 reais, então dá no mesmo. Eu não sugeri que todos os usuários colaborassem e sim 2% dos usuários, com um valor de 5,00 reais/mês, que iria totalizar 100,00 reais por mês. Acho que isso é bem factível e viável. Sobre os editais, se conseguirmos um edital de eventos, por exemplo, para criação de sistema de evento, dispondo de um valor razoável de 3.000,00 reais, daria pra bancar o servidor durante 1 ano e ainda sobraria dinheiro.

#28

Opa Larissa, acho que não tinha lido com atenção sua mensagem anterior. Concordo que se tivermos um sistema de arrecadação mais eficiente, ficará mais fácil arrecadar recursos para a plataforma. Pretendo desenvolver uma nova ferramenta com esse objetivo.

#26

Olá pessoal,

por enquanto, fiz uma doação de US$ 100.00 como "ser humano fernando pessoa física" mesmo, mas vou levar essa discussão para o nosso coletivo internamente. O nosso coletivo, que por enquanto estamos chamando de Produtora Colaborativa Tecnojovem, é formado por trabalhadores da petrobras (no rio de janeiro) que voluntariamente se organizam para construir oficinas de informática básica e avançada, e para dar assessorias técnicas aos grupos interessados em se organizar autogestionariamente ou já participantes do movimento da economia solidária.

Ano passado organizamos as oficinas de forma a privilegiar a pedagogia por projetos, tentando e conseguindo em alguma medida simular a tecnologia social das PCCs. Ao invés de criarmos um ambiente de formação "formal" (estilo sala de aula num moodle da vida) no qual tutores ensinavam uma tecnologia aos estudantes, organizamos o trabalho de forma que a molecada se agrupasse, formando quatro produtoras que deveriam trocar entre si e/ou com a produtora dos professores com o objetivo de atingir algum grau de sustentabilidade de acordo com a proposta do curso. Para isto, decidimos adotar o corais como ambiente de troca de conhecimentos (aprendizagem). Ahhh também decidimos usar o corais, por causa do diferencial da gestão das trocas via moeda digital. Nossas oficinas possuem um módulo em Gestão de EES (empreenimentos de ecosol) que traz na grade curricular o tema "moedas sociais digitais", por isso ao invés de ficar falando sobre o assunto ou apenas mostrando os exemplos da Colabor [at] tiva [dot] pe ou da Universidade Livre, decidimos aprender na marra, junto com a molecada, como criar uma moeda no corais.

Bem... basicamente, por causa do comentado acima e de nossa parceria mais do que feliz com o Jatobá que conhecemos e abraçamos o corais como instrumento pedagógico.

Ainda não posso garantir que o coletivo dos educadores tecnojovem irá se tornar um dos doadores frequentes do corais, pois tenho que discutir isso com eles. Contudo, devido a nossa utilização intensa no ano passado achei mais do que justo fazer essa doação.

Outra coisa que estamos estudando é a viabilidade de hospedagem do corais em servidores (que são bem parrudos e estáveis) da petrobras. Caso isso seja viável internamente, nós explicaremos como isso funcionaria (atualmente eu não sei) e vocês avaliariam se seria do interesse da comunidade essa hospedagem. A princípio os custos estariam zerados, pois nós mobilizaríamos internamente essa ação de hospedagem como uma medida de Responsabilidade Social (RS) da empresa (e para gente é importante envolver grupos que são considerados estritamente técnicos - se é que isso existe - em ações de RS). O intuito, internamente, seria desmistificar que ações de responsabilidade social são apenas participação em oficinas ou doações ou financiamento de projetos via editais públicos, mas podem ser também a instalação, configuração e manutenção de uma comunidade importante como o corais.

Bem era isso... abraços solidários a todas e todos.

Pré-visualizarAnexoTamanho
recibo_do_pagamento_-_paypal_-_corais.pdf5.49 KB

#29

Excelente contribuição Severino! Se os servidores da Petrobras forem confiáveis, podemos ver essa possibilidade. Nos mantenha informado.

#27

Ótima contribuição, Severino! Colaborações como a sua são fundamentais! :)

Muito bacana o uso que vocês fizeram da plataforma para a formação da Produtora do Tecnojovem, parabéns!

Aproveito para compartilhar mais informações sobre o Projeto de Formação de Gestores Públicos - FORGEP, do qual faço parte; ele é uma iniciativa desenvolvida pela FLACSO Brasil, com patrocínio do setor de responsabilidade social da Petrobras.

O nosso projeto no corais é privado, utilizamos a plataforma para gestão administrativa e pedagógica do FORGEP. Como o Projeto prevê formações em 5 estados e 23 municípios, a equipe está em diferentes locais, o que torna estratégico o uso do corais para compartilhar as ações, relatórios, processos, agendas e imagens entre toda a equipe.

Achei ótima a perspectiva de apoio da Petrobras para o servidor, oxalá dê certo!

Seguimos tecendo.

#30

Desculpem a demora em me pronunciar sobre o assunto, estive bem ocupado com algumas demandas pessoais nos últimos 15 dias. Reitero que estou nessa distribuição que o Jatobá propôs e o Fred fez menção no coments #20, de contribuir com $100 a cada 3 meses.

Pretendo fazer uma doação no inicio de maio emergencial. ainda não sei quanto poderei dispor, será menos de $100 dólares certamente, mas algo que irá ajudar a apagar esse fogo emergencialmente.

Vamos tecendo alternativas!

Abraços

#31

Ola [email protected] da plataforma CORAIS

Confirmo hoje o depósito da Rede iTEIA / Produtora Colabor [at] tiva [dot] PE de 100 dólares referentes aos meses de Maio, Junho e Julho de 2015.

Gratidão a [email protected] que já colaboraram para mantermos nossa autonomia e construir neste espaço nossos ambientes virtuais de aprendizagem e colaborAÇÃO.

Quem quiser ajudar mas não sabe como fazer ou não tem conta no paypal a rede de Produtoras Culturais Colaborativas está se organizando para focalizar contribuições e fazer os pagamentos para a Dreamhost.

Comentem aqui embaixo e/ou entrem em contato conosco no link acima.

#32

salve pessoal, acho imprescindivel essa divisão de custos acontecer, apenas gostaria de justificar a minha não participação neste momento por um motivo bem simples: desde que o estudiolivre.org saiu da RNP eu tenho arcado sozinha com os custos de manter os arquivos no ar, então por enquanto ficaria pesado pra mim ajudar vocês também. Quando eu terminar meu mestrado vou retomar os trabalhos de migração da plataforma e reestruturar estas quetões de manutenção e sustentabilidade pra me adequar às demandas de custo de nossas mídias livres. Mas deixo desde já avisado que o foco dessa retomada será principalmente manter e atualizar documentações e pesquisas que envolvem a criação e o desenvolvimento de estúdios multimídia livres. Essa inclusive sempre foi a proposta do estudiolivre.org, sendo que o acervo foi agregado porque na época não existia sequer youtube. E continuamos muito carentes de documentação e é nisso que eu, particularmente, quero trabalhar nessa próxima etapa, no resgate de nossas raízes.

abraços e parabéns pelo belo trabalho que estão fazendo por aqui, muita força para os corais!

#33

eh, esqueci de compartilhar o link de um site que pode ajudar a plataforma no recolhimento de despesas recorrentes:

https://unlock.fund/pt-BR/

.

#34

Esse trabalho de manter o Estudio Livre também é super importante Fabs! 

O Unlock é bacana, mas eu acho que poderíamos desenvolver uma ferramenta similar na própria Plataforma Corais, já que essa pode ser uma maneira de financiar outros projetos.

#35

Olá gente.

Apenas justificando que fiz uma doação num primeiro momento (da migração) na eṕoca das atividades do Oxe Hacklab (coletivo que fiz parte e que fez parte daqui). Hoje em dia estou no TearAudioVisual, coletivo que colaboro junto com Carlos Lunna que já se posicionou. Infelizmente estou num momento onde não posso fazer doações pessoais.

Abraços e sigamos!

#36

Olá Integrantes da Comunidade MetaDESIGN,

Dando continuidade ao plano de manutenção do servidor da plataforma CORAIS, informo que realizei hoje o depósito em nome da Rede Colaborativa iTEIA referente aos meses de AGOSTO, SETEMBRO e OUTUBRO. conforme rodizio de pagamentos debatido nos comentários acima.

Quem estiver doando e puder informar aqui fica mais fácil da gente acompanhar o processo. Também lembro a [email protected] que usufruem do CORAIS que a maioria dos cursos ainda segue saindo do bolso do Fred o que considero bastante injusto, pois o mesmo voluntariamente já trabalha com as atividades de suporte, backup e manutenção da plataforma. 

Todo mundo colaborando um pouco a ciranda gira com mais força. 

Precisa de ajuda?

Blog

O blog permite que os membros de um projeto se comuniquem, discutindo e publicando novidades. É um ótimo lugar para compartilhar processos, desafios e explorar ideias.