Pular navegação

Conversa com o pessoal do CURTO CAFÉ + Reação

Conversa com o pessoal do CURTO CAFÉ + Reação

Galera/membros  das Produtoras LAP1, LAP2, MUC1 e MUC2,

A tarefa desta semana está relacionada com a visita que fizemos ao CURTO CAFÉ,
sendo que, praticamente, vocês já fizeram na aula passada. Agora é só postar as respostas
aqui.

Então, vamos lá...

1 - (EM GRUPO) Cada produtora deve postar as PERGUNTAS que vocês criaram em sala sobre as
VIABILIDADES SOCIAL, AMBIENTAL E ECONÔMICA/FINANCEIRA.

2 - (EM GRUPO) E cada produtora deve postar um resumo das RESPOSTAS que o pessoal do CURTO CAFÉ responderam.

3 - (INDIVIDUAL)  Reação à aula (100 palavras, contendo; O que entendeu da conversa com o pessoal do CURTO CAFÉ? O que mais te interessou na aula? Por quê?)

Responsáveis: 
luizart
Responsáveis: 
severino

Comentários

#1

Minha parte individual.

Pré-visualizarAnexoTamanho
curto_cafe.docx14.55 KB

#2

Parte individual concluída.

Pré-visualizarAnexoTamanho
visitando_o_curto_cafe.pdf56.97 KB

#3

Parte individual concluída.

#4

Trabalho da Produtora Picsart (MUC 1) concluído.

#5

Postando trabalho individual. Trabalho em grupo já feito, e postado pelo Cristian.

Pré-visualizarAnexoTamanho
visita_ao_curto_cafe.docx13.06 KB

#6

Galera,

Queria sugerir a vocês que as respostas fossem postadas, pois fica mais fácil de ler no celular (não preciso baixar e abrir um arquivo). Eu sei que vocês já respondem utilizando um editor de texto, mas é só copiar e colar o texto aqui no comentário.

Outra coisa legal é que a informação fica mais fácil de acessar (mais disponível) e de fácil leitura por todos, assim conseguimos fazer as informações fluirem melhor entre nós.

Ahhh já estava esquecendo... gostei muito das respostas enviadas até agora!!!

Vamos lá povo que não comentou ainda... coloquem mais comentários!!!

Abaixo colei como exemplo algumas respostas do pessoal:

Joyce Leitte: “Que o mais interessante do Curto Café é a sua política de total transparência e de parceria com os consumidores, que são convidados a conhecer a natureza do negócio e a entender como suas compras ajudam a mantê-lo. Ou seja, não deixa de ser uma espécie do sociedade, na qual os consumidores recebem um produto e atendimento de alta qualidade, decidem quanto vão pagar por isso e entendem que é esta relação equilibrada que ajuda a manter a operação. Um negócio no qual todos ganham. Os sócios penduraram têm quadros negros na parede onde explicam de forma bem didática o processo de torra e a origem dos grãos e abrem a planilha de custos, incluindo uma demonstração gráfico do total vendido diariamente, isso foi o que mais me chamou atenção.

O consumidor paga o quanto acha que vale. A pessoa mesma faz o pagamento na caixa ao lado e pega o troco, se for o caso. Confiança total, ninguém fica vigiando.

Como o negócio se sustenta? Como está escrito em um dos quadros “só Deus sabe”. Mas a equação é simples, como eles mesmos explicam: “o espaço e as pessoas que aqui trabalham se sustentam pela diferença entre o que as pessoas escolhem colaborar e o custo das coisas que consumiram”. Logo, é essa é a alma do negócio deles serem um sucesso. Sendo movida pela política solidaria e pelo amor ao próximo e aos funcionários “amigos” que neles trabalham.

AULA

Foi muito interessante e inovador saber que tudo tem que ser contabilizado na empresa. E que o financeiro tem que estar em parceira com o que eu quero que tenha na empresa e o que eu posso.  Foi uma surpresa a galera do Corais levarem um “especialista em financias” para nos dar a honra de nos ensinar a colocar as mãos na massa, e ver que é possível encaixar o sonho no meio real. Basta só saber administrar e ter os devidos contatos para nos dar um empurrãozinho para darmos o primeiro passo. Sempre acreditando  em nós mesmos.

Aula saiu do contexto professor e aluno. Foi uma aula mais dinâmica e bastante produtiva.”

Cristian: “Eu gostei muito da última aula em que estivemos visitando o Curto Café. Primeiramente porque é sempre bom sair do “padrão” e conhecer algo novo. E segundo porque achei a filosofia deles extremamente bonita e sincera.

O que mais me interessou foi ver como o modelo realmente funcionava. Estar lá e observar de perto como é a vida das pessoas, que trabalham com um modelo econômico totalmente diferente do nosso, foi a melhor parte. Entendi que eles respeitam muito a vontade e a situação de cada pessoa que toma café lá. Percebi que é um modelo arriscado, mas que graças à colaboração dos clientes, ainda hoje funciona. Acho que não conseguiria colocar o meu negócio a critério de outras pessoas, logo, esse modelo não funcionaria comigo. Mas acho realmente incrível que eles tenham conseguido. É admirável!”]

Camyla

O que entendeu da conversa com o pessoal do CURTO CAFÉ?

“O Curto Café é uma empresa (cafeteria) que se diferencia por querer ser supereficiente com seus clientes e não possuir uma hierarquia, sendo mais familiar e cada cliente paga o valor que pode. A empresa mostra um curto fluxo e orçamentos estipulados do dia em quadros negros, fazendo com que seu trabalho seja o mais transparente e mostram um equilíbrio nas despesas.”

O que mais te interessou na aula? Por quê?

“O que mais interessou na aula foi às planilhas mostradas em relação à Viabilidade social, ambiental e econômica, pois aprofundou nosso conhecimento em como organizar e planejar um negócio para que não ocorram erros e ainda nos de uma ampla visão do que é necessário para tal negócio.”

Fernanda:  “A partir da conversa com o pessoal do curto café entendi que a relação deles com a economia solidária vão além da parte econômica, eles possuem um principio muito bonito que torna o negocio mais incrível do que já é.

O mais interessante foi ter a oportunidade de conhecer de perto esse tipo de economia (que particularmente desconhecia muito).

Acreditava que esse tipo de economia seria uma coisa arriscada demais para dar certo, de fato é, mas depois de conhecer o curto café consegui perceber que os riscos são praticamente parecidos com o da economia capitalista.”

#7

OK severo. Obrigada.

#8

Produtora MUC 1

(Picsart)

Perguntas e Respostas sobre o Curto Café

Nomes:

Arthur Fidelis

Camyla Solaira

Cristian Dias

Fernanda Freitas

Igor Veras

Joyce Leite

Lucas Alves

Natália Marttins

Suelen Fernandes

Thamires Oliveira

Tema 1 - Viabilidade Social

Pergunta 1: A empresa possui algum programa de relacionamento com os estabelecimentos da redondeza?

Resposta:

Não, o Curto Café possui relacionamento apenas com sua clientela, não há nenhum tipo de programa com os estabelecimentos ao redor. Nenhuma propaganda, nenhum desconto, etc. Todos são tratados da mesma forma, todos são clientes.

Pergunta 2: Como a empresa faz para pagar seus funcionários e produtos, já que a empresa não possui um lucro definido? Resposta:

O Curto Café possui um quadro com suas expectativas de gastos, sejam eles: Impostos, matéria-prima, funcionários, fornecedores, limpeza, etc. O Curto Café apenas calcula qual o dinheiro necessário para pagar suas dívidas, mas deixa com que os clientes contribuam ou não para que as mesmas sejam pagas. O espaço e as pessoas que lá trabalham se sustentam

com a diferença com que cada cliente pode pagar e o custo da matéria prima para produzir cada café.

Tema 2 – Ambiental Pergunta 1: Qual é o processo de descarte utilizado pela empresa?

Resposta:

O Curto Café apenas faz Coleta Seletiva, não há nenhum projeto ou programa sustentável além disso.

Pergunta 2: A empresa possui algum método de economizar energia e água, ou associados?

Resposta:

Não, o Curto Café utiliza sempre o que é necessário para produzir seus produtos. Como citado acima, não há nenhum programa ambiental em curso.

Tema 3 – Economia

Pergunta 1: Como o lucro (sobras) é dividido?

Resposta:

As sobras são investidas no Espaço Físico do Curto Café ou direcionadas para algum projeto de melhoria que necessite de recursos. Sejam: Um computador novo, alguma mudança no espaço físico, algum investimento interno, alguma melhoria do programa do computador, etc. Portanto, tudo que sobra, é investido no Curto Café.

Pergunta 2: Porque optaram por esse modelo de economia?

Resposta:

Porque as pessoas que trabalham no Curto Café queriam criar um ambiente em que as pessoas se sentissem confortáveis para beber café e que ao mesmo tempo pudessem pagar por isso. Os colaboradores não acham respeitoso cobrar preços que as pessoas não possam pagar e resolveram criar um Café eficiente e que pudesse atender com qualidade a todos. O preço que cada um paga é totalmente individual e se baseia na opinião do cliente sobre o produto consumido e na condição financeira que cada um tem. Sem nenhum tipo de invasão ou alguma ação que possa deixar o cliente desconfortável. O mais importante para as pessoas que trabalham no Curto Café é atender com qualidade, deixar as pessoas felizes e satisfeitas, e principalmente se sentir bem com seu modo de trabalho. Já que todos encerram o expediente com a consciência de que fizeram a coisa certa.

#9

Aí está Severo, para facilitar a leitura.

#10

Tarefa Individual!

Pré-visualizarAnexoTamanho
o_que_entendi_do_curto_cafe.docx13.14 KB

#11

Valeu Camyla... agora o velhinho aqui consegue ver no celular rsrs

#12

(Letícia: Trabalho índividual concluído)

O que entendeu da conversa com o pessoal do CURTO CAFÉ ?

Pude entender que eles trabalham acima de tudo com a confiança das pessoas,deixando que seus clientes paguem pelo seu produto o valor que achar necessario,com isso acredita-se que se possa demostrar atendimentos e produtos de alta qualidade adequados para seus clientes.

 O que mais te interessou na aula? Por que?

O que mais me interessou na aula foi poder conhecer um pouco mais o mundo dos negocios,pois tinha bastante coisa que eu nem fazia ideia que seria necessario para não ocorrer nenhum erro. Pude perceber também que a base de começar um bom negócio é ter confiança em sí mesmo e acreditar na própria capacidade,porque sem isso não somos nada.

#13

Tarefa Individual !

Pré-visualizarAnexoTamanho
visita_ao_curto_cafe.docx15.08 KB

#14

Tarefa Individual -

O que entendeu da conversa com o pessoal do CURTO CAFÉ?

O Curto Café tem uma Economia Solidária toda baseada numa confiança e transparência com seus clientes, que acabam se tornando amigos em muitos casos. Eles dão total liberdade pra pessoa pagar o quanto quiser, e se puder, e caso não possa ela também pode tomar seu café assim como os outros, porém deixam visível para todos o quanto esse negócio precisa pra continuar de pé, o quanto precisam arrecadar pra pagar as despesas e repor o material.

O que mais te interessou na aula? Por quê?

O mais interessante foi poder conhecer o negócio na prática e não ficar apenas nas teorias da sala de aula. Ter contato com quem faz tudo aquilo que estamos aprendendo, pois isso torna muito mais divertido e facilita o aprendizado, e sair um pouco da rotina ás vezes é bem legal.

#15

  • O que entendeu da conversa com o pessoal do CURTO CAFÉ?

O que faz essa filosofia de trabalho exercida por eles dar certo, e a transparência e segurança em seu próprio trabalho, e isso acaba por ser passado ao cliente, onde seguramente vão saber achar o preço certo a ser pago a um produto de ótima qualidade.

  • O que mais te interessou na aula? Por quê?

Os métodos de trabalho exercidos por eles foi oque mais me chamou atenção, transparência em tudo oque eles fazem é a principal receita para ganhar a confiança do cliente, onde eles conseguem ter uma liberdade para vender um produto de ótima qualidade, e assim aumentando a satisfação, e com certeza uma fidelidade do cliente com o CURTO CAFÉ.

#16

Segue abaixo o meu trabalho individual

O que entendeu da conversa do pessoal do Curto Café??

O Curto Café é um empreendimento no qual não adota uma hierarquia para a sua administração, logo as pessoas que la trabalham não são submetidas a cumprir ordens. pude perceber também que eles adquiriram um modo para o qual pudessem se organizar de maneira mais eficaz fixaram um quadro que fica localizado na parede do local imformando seus ganhos e despesas mensais. Seus funcionarios trabalham levando em consideração a total satisfação de seus clientes respeitando-os. não saõ estipulados preços fixos ao produto (café) cada cliente contribui da maneira que lhe achar mais favorável contribuindo como pode.

O que mais te interessou na aula? Por que?

O que mais me chamou atenção foi o modo na qual saimos do basico (teoria) e fomos para a prática, pois acredito que não podemos assimilar um conhecimento se não pudermos pratica-lo. Sinceramente me surprieendi por que a maneira na qual eles administram o proprio negócio e fantastico!! pois adotar esse tipo de organização não é um método totalmente seguro, mas eles tiveram a capacidade de tentar e investir no seu empreendimento aprofundando seus conhecimentos e botando-os em pratica. Em geral gostei muito da experiência pois a aula proposta deu  não só a mim mas a todos que estavam ali presentes uma visão mais ampla de como abrir seu proprio negócio.

#17

Tarefa Individual !

Pré-visualizarAnexoTamanho
trabalho_individiual_curto_cafe.docx15.61 KB

#18

O que entendeu da conversa com o pessoal do CURTO CAFÉ?

A politica da organização Curto Café é simples: Amizade. Foi oque se fez entender enquanto os membros desta sociedade respondiam as perguntas da turma tecnojovem. A chave para o sucesso desta empresa está em sua total transparência com o “cliente”, mostrando-lhe gráficos altamente autoexplicativos. O ambiente é convidativo e percebe-se uma filosofia por trás de tudo. A sociedade não possui posto hierárquico em sua composição, basicamente todos estão no mesmo nível. A politica interna desses membros também é admirável, os parceiros estão livres para retirar o que lhes é necessário naquele mês, e o que sobra investido no ambiente de trabalho.  Mas interfere diretamente na “admissão” de novas pessoas, com esse modelo de negocio, implica diretamente na admissão de pessoas, pois os mesmos são todos amigos e honestos quanto a suas dividas e afins uns com os outros. Outro ponto a ser destacado é o fato de o cliente ter liberdade de pagar o que este acha confortável ser pago, o que chega a gerar muitas perguntas quando se olha apenas pelo ponto de vista monetário: “como lucrar assim?”. Mas nem de longe ganhar dinheiro chega a ser o objetivo das pessoas envolvidas neste negocio.

A parceria com a empresa que faz a torra é um sinal de amizade entre as duas partes. O valor dos sacos de café é pago conforme se é utilizado ao longo do mês.

A sociedade em si não faz utilização da pratica ecológica com relação à eliminação de resíduos.  O motivo para tal fora explicado em umas de suas respostas ao grupo entrevistador.  As pessoas envolvidas no curto café se preocupam em oferecer um produto de extrema qualidade, o que os destaca dentre tantas empresas que competem com esta sociedade. E não é apenas pelo fato de o preço de pagamento ser aberto ao público. Todos querem fazer o cliente feliz.

O que mais te interessou na aula? Por quê?

Posso dizer que aprendi a fazer um negócio dar certo de uma forma diferente. Antes do ingresso no curso, para eu ver seu empreendimento bem sucedido é ter um patrimônio em sua conta tão gordo de forma que você não consiga gastar tudo em uma noite, mesmo sendo estupidamente imprudente. Aprendi de forma direta e prática que ver um negócio bem quisto tem mais haver com a realização pessoal do que com dinheiro propriamente dito. Aprendi a enxergar a economia solidária como algo altamente positivo quando o assunto é estimular o ambiente em que você se encontra, pregando a colaboração das organizações, e não a destruição delas devido a competição.

O aprendizado vem de forma natural, perde-se aquele clima de sala de aula rapidamente nos primeiros instantes. O ambiente todo não lhe deixa de ensinar algo devido ao clima. A oportunidade de poder sair da sala de aula e ver na prática não tem preço. Muitas pessoas saem em desvantagem quando vão concorrer a uma vaga de emprego, por exemplo, vê apenas a teoria. Mas todos nós tivemos o prazer de aprender e praticar com um ambiente que proporciona tanto seriedade como tranquilidade e descontração.

#19

boa tarde,

Tarefa individual

Pré-visualizarAnexoTamanho
trabalho_individiual_curto_cafe.docx15.66 KB

#20

O que entendeu da conversa com o pessoal do CURTO CAFÉ?

A visita ao curto café me fez perceber que a relação deles com a economia solidária vão além da parte econômica, eles pensam muito além disso, tem toda uma idéia formada, um querer deixar o cliente a vontade tanto com o ambiente, quanto com a questão de quanto quer dar e se quer dar para ajudar a empresa deles.

O que mais te interessou na aula? Por que?

O interessante dessa visita foi ter a oportunidade de conhecer de perto esse tipo de negócio/ economia, que no mercado do Brasil quase não se vê e perceber que funciona sim, e funciona bem esse tipo de economia. Eu particularmente acreditava que esse tipo de economia seria uma coisa bem arriscada pelo fato de nunca ter visto algo parecido no mercado, mas eu realmente me surpreendi vendo o quanto funciona essa economia .