Sugestão de programação do evento

Pontos: 1

Não sei a que pés está a programação do evento, mas venho aqui dar a minha sugestão. Como vocês sabem, é muito importante que fechemos logo tudo para poder reservar os locais e chamar as pessoas (principalmente os palestrantes)

Quinta-feira 04/12

9h às 12h, Hall da Reitoria

Credenciamento

 14h às 16h, Auditório da Reitoria

Mesa de abertura - Apresentação do encontro e de seus objetivos

Apresentação das produtoras

Sugestão de apresentação de cada produtora em 15 minutos (de preferência com slides e/ou video) levando em consideração os seguintes aspectos:

  • Histórico da Produtora
  • Produtos e serviços oferecidos
  • Redes e principais parceiros
  • Demanda do território de atuação e/ou dos coletivos integrantes da Produtora
  • Atividades de formação oferecidas
  • Desafios atuais

16h às 18h, Vadião (espaços de dentro e de fora)

Roda de conversa sobre Cibercultura

Roda de conversa sobre Democratização da informação

Roda de conversa Educação e Conhecimentos Livres

18h às 19h, Vadião (Espaço do forró – montar palco)

Cultural

Sexta 05/12

 08 às 12h, 3 laboratórios do ILC e 2 Infocentros do Vadião

Oficinas: Edição de áudio, Edição de vídeo, Programação, Edição gráfica e Noções Básicas de Fotografia

14h às 16h, Auditório da Reitoria

Troca de experiências sobre uso e desenvolvimento de tecnologias livres

Pontos de Reflexão:

Quais são as ferramentas livres utilizadas pelo seu coletivo?

Como essas ferramentas contribuem para o desenvolvimento do trabalho em seu coletivo?

Essas ferramentas possibilitam uma melhor comunicação e organização do trabalho coletivo? Como?

Em quais áreas de seu coletivo o uso de ferramentas livres é utilizado? Gestão, produção, educação, memória, comunicação, economia

Quais os principais desafios vivenciados?

Como essas ferramentas livres são desenvolvidas? O seu coletivo participa de seu desenvolvimento? Como?

O uso dessas ferramentes aumentou em seu território de atuação?

O seu coletivo fez atividades de formação para o uso dessas ferramentas? Em qual contexto, como ocorreram? Que metodologia foi aplicada?

Sugestão de ferramentas livres a serem abordadas: Corais, Espaço Escambo, iTEIA, Cirandas, Catarse.me, dentre outras.

16h às 18h30, Auditório da reitoria

Debate sobre ética hacker a partir do filme "A senha".

18h30/20h, Vadião (espaço do forró – montar palco)

Cultural

Sabádo, 06/12

09 às 12h, Auditório da Reitoria

Circulação e ações conjuntas

Proposta:

Compartilhamento de agendas, eventos, oportunidades de apresentação e circulação de artistas.

Possibilidades de oferta de serviços agregados e oportunidades de ação conjunta

Apontamentos para um próximo encontro.

Domingo, 07/12

Programação turística: Roteiro geoturístico e almoço na ilha do cumbú - saída do barco do hotel Beira Rio.

Comentários

#1

Salve Pessoas!!!

Diante da importâcia do trabalho desenvolvido por Produtoras Colaborativas, na formação e no uso de práticas e tecnologias sociais, ferramentas livres e ação e economia solidária em todo o Território Nacional. Sugiro que sejam convidados para as Roda de Conversa previstas autoridades do MinC, do MDS, do MEC e outros Ministérios competentes, com a finalidade de reivindicar a implementação de política pública para o setor

* Cobrar ao menos uma linha de fomento para as ações continuadas, para a formação/educação/replicação das tecnologias, manutenção e ampliação das ações, interações estéticas.

* Reivindicar ao menos um Pontão de articulação das Produtoras Colaborativas.

* Reivindicar integração interministerial para dar conta da demanda nacional da Economia solidária, ignorada pelo poder público.

* Cobrar a retomada de uma política pública continuada de fomento aos Cineclubes.

OBS: Senti falta na proposta de programação de ação Cineclubista