Pular navegação

Tudo's blog

Ajuda

Memorial Victoria Matos 06.09.2014

Ainda reflexiva sobre tudo o que disse no memorial anterior,mas o lema da livre é seguir.Tenho que partir pra outra,tenho que falar de hoje,Hamlet.

Representei Ofélia em ação,sem palavras.Isso para mim foi peculiar pq Ofélia é uma personagem que aprendi a amar.Não gostava dela porque não a entendia.Agora a entendo,entendo sua força e sua dor.Criei um afeto especial por ela e a vivo no processo,mesmo que não a viva no palco.

Como disse na roda no fim do ensaio,ainda não absorvi o tempo hamlet,não compreendo completamente o que é aquele mundo.Estou descobrindo a cada dia,hoje foi melhor que quinta.

Memorial 05.09.14 - Paulo Santana

Etiquetado:
Então...
o dia hj com uma calmaria tão grande que nunca imaginei q pudesse acabar como acabou. Como de costume chegamos e começamos com os exercícios de aquecimento e concentração, que hoje foram fantásticos, verdadeiramente relaxantes. Franklin nos guiou por exercícios que mais uma vez reforçam a individualidade de cada um sem perder de vista a importância do outro,  os dois principais momentos foram interessantes. A atividade eecutada em dupla que fiz, tanto pelo movimento (eu e Ariel) quanto pelo som (eu e Iasmin) me mostrou como é importante estar conectado com o outro sem precisar se olhar, apenas sentindo a energia do outro. O exercício seguinte, feito em grupos também fluiu legal, e estava achando massa o equilíbrio das vozes, o som das vogais em tons diferentes e tal.

Memorial 03.09 - Paulo Santana

Etiquetado:

O dia foi muito massa. Conhecer mas profundamente o Vila Velha, faz a gente se apaixonar ainda mais (to sendo repetitivo, mas é assim que eu me sinto). Passar por cada setor ali e ver como funciona cada coisa me fez viajar na  minha imaginação e já pensar em atividades, funções que eu possa desempenhar e projetos q poderia sugerir para cada coisa. Parabéns pra Yan Britto está de parabéns. Ele não mostrou o local, apenas,  mas ele detalhava as coisas, contava histórias sobre cada ambiente e tinha um discurso que chamava a atenção além de despertar a vontade de fazer parte do do grupo da LIVRE. Cada ambiente me despertou um sentimento bom, mas sinto atração especial pela área de áudio/visual, lógico que a área do palco está em primeiro luar no coração e na intenção de todos, mas ao chegar lá na sala onde estavam as fitas, fotos etc...

Memorial - Tainá Marjore - 05.09.2014

Etiquetado:

Hoje tivemos como colaborador Franklinn Albuquerque, que iniciou com uma atividade de respiração, nos ajudando a relaxar e se soltar. Tivemos dois exercícios em que fazíamos duplas, o primeiro me juntei com Antenor Azevedo, fizemos três formas de andar ou se locomover quase iguais. O segundo, com a Thame Ferreira onde fizemos três sons diferentes (adorei a ligação que tivemos através da respiração). Logo nos separamos em grupos, cada qual criou um movimento e invertemos. Ainda com os conjuntos, cada um se encarregou de fazer algo (um criou um trecho de música, outro movimento e outro, som), quando reunimos os três grupos ficou interessante e divertido. Mais um bom resultado de trabalho em grupo! (mesmo percebendo que nem todos estavam na mesma empolgação) Fizemos uma roda para começar outro exercício e partir daí comecei a perceber a diferença na forma de conduzir a depender do colaborador.

Memorial Victoria Matos 05/09/2014

Sempre tive o hábito de escrever como mais um modo de expressão,não tenho feito isso.Em relação aos memoriais,mais especificamente,nos últimos sete dias tenho sentado em frente ao computador,espero,penso,penso de novo e digo pra mim mesma “Mais tarde eu escrevo” e o mais tarde não chega.Queria ter podido escrever sobre Jango mas já enterrei o meu e preferia não escrever mais sobre o que já passou,opto por escrever sobre o nosso atual processo.

Hoje foi dia de Macbeth(bé t) e logo iniciamos com a maldição da tragédia anunciada! O usurpador escocês não pode ser evocado...conflitos.Besteira! Nunca ouvi algo mais tolo,engraçado.Não existe.Superamos o desagradável aos poucos,quando respiramos e começamos a trabalhar.

Memorial do dia 05.09.2014 – Luana Paim

Etiquetado:

Hoje acordei ansiosa para chegar no TVV e respirar Shakespeare, já que ontem não me senti bem e fiquei impossibilitada de ir ao encontro. Fui pega de surpresa com o engarrafamento monstruoso da Paralela, tendo em vista que eu, Grazi, Breno e Victor sempre saímos cedo justamente para não pegarmos o transito tão parado. Desviamos para orla e mesmo assim não conseguimos chegar a tempo. Porta fechada! Decidimos não insistir. Fomos para comunicação (eu, Grazi, Breno, Victor e Rodrigo Villa) trabalhar. Fizemos algumas atividades para o Projeto Bonde dos Ratinhos e fiz uma tabela para preencher com as pessoas que irão fazer portaria no mês de setembro.

 

Memorial - Tainá Marjore - 04.09.2014

Etiquetado:

Eu, Cláudio Varela, Fernanda Nunes e Thame Ferreira, combinamos ontem de chegar um pouco mais cedo hoje para falarmos do Memorial de experimento. No Café Cabaré ele (Cláudio) nos mostrou modelo organizado e achei bastante interessante.
Os exercícios de hoje foram bem agitados, engraçados e trabalhou muito o foco e a concentração, principalmente o do caçador (quando eu era a caça, não conseguia apenas falar o nome de alguém para ser o caçador e me ajudar, eu gritava automaticamente). Na roda, com troca de olhares e lugares, achei interessante, pois no início tava meio complicado, mas logo peguei um pouco de prática e parando pra refletir, essa atividade beneficia no aspecto de atenção em palco (por exemplo: se é a minha vez de falar, ou a de outra pessoa).

Memorial – 04/09/2014

Hoje antes de começar tive uma pequena reunião com Claudio Varela, Tainá Marjore e Thame Ferreira sobre o memorial. Logo em seguida fomos para sala para o nosso encontro. Os colaboradores foram Claudio Varela e Tiago Querino, os exercícios proposto por eles, foi bem legais. Depois foi passado um fragmento do texto de Macbeth, onde fomos divididos em grupos para leitura e depois uma cena de improvisação. Na verdade o meu depois, ficou meio assim. o exercício do depois da improvisação de ouvir e não fala foi o pior pra mim.

Memorial - Tainá Marjore - 27.08.2014

Etiquetado:

Hoje cheguei ao Vila às 14 horas curiosa, me perguntando como seria o último dia de experimento e como finalizaria. Reencontrar todos os colegas foi bom e espero revê-los sempre que possível.

Na primeira atividade, pegamos os instrumentos e tocamos da mesma forma de segunda-feira. Então tive um tempinho pra treinar e entender melhor aquele instrumento e claro, a emoção de ouvir o som se encaixando novamente é muito boa. Utilizamos o som e a respiração para relembrar o personagem. Eu estava segura do que ia fazer, tinha criado meu personagem com diversos detalhes, porém, quando ouvi as palavras e a expressão de quem estava ao meu redor, captei que a maioria se expressava com tristeza, dor, cansaço e revolta, ao contrário de mim que optei por um personagem otimista e energético.

Memorial - Tainá Marjore - 26.08.2014

Etiquetado:

Hoje (terça-feira) quando cheguei ao Vila me senti mais enturmada e acredito que isso tenha me ajudado a me soltar mais e não me preocupar tanto com o que iria ser feito.

Ao Márcio perguntar “O que é Teatro para você e que Teatro você quer”, passaram diversos pensamentos e acredito não ter dito quase nada do que pensei. Alguns colegas falaram ideias comuns as minhas, porém era nítido que ninguém vê e sente igual a ninguém. Foi estranho dentro de mim, era uma pergunta fácil pelo fato de Teatro ser o que mais penso, estudo e desejo. Por outro lado, procurei as palavras certas para definir tudo isso, pois não queria deixar nenhum detalhe de fora e nem alongar muito, mas não consegui essas palavras.

Precisa de ajuda?

Blog

O blog permite que os membros de um projeto se comuniquem, discutindo e publicando novidades. É um ótimo lugar para compartilhar processos, desafios e explorar ideias.