Pular navegação

Encontro com Marcio Meirelles, Bertho Filho, DJ Bandido dia 09/04/2013

Encontro com Marcio Meirelles, Bertho Filho, DJ Bandido dia 09/04/2013

Encontro com Marcio Meirelles, Bertho Filho e DJ Bandido 09/04/2013

Muito bom começar o dia acordando o corpo sob as orientaçoes de Bertho Filho, cada dia admiro mais o seu trabalho e como consegue com que eu tire do meu corpo açoes e reações que eu nem imaginava, sinto-me depois dos movimentos extremamente conectada com o aqui e o agora, meu corpo desperto pra qualquer reação. Após esse preparo, Marcio solicitou que mantivessemos o pulso da respiração e a marcasse no corpo, instrumentos foram trazidos e levamos o ritmo para o instrumento, posteriormente fomos convidadados a ler trechos de Macbeth de Shakespeare. Manter a metrica e tocar, não foi fácil, nesse momento a intervenção de  Bandido foi mais do que bem vinda, gosto muito do carinho e da paciência dele em ensinar. Aos poucos alguns foram ficando mais soltos, já segurando a metrica ao cantar. Agora estamos cheios de tarefas. Conhecer trabalhos de artistas brasileiros que já faziam RAP, sem que a cultura tivesse chegado aqui, como Moreira da Silva, Caetano Veloso, Chico Buarque, Jair Rodrigues, nossos repentistas e também começar a se relacionar melhor com os intrumentos e o texto. Vamos avante guerreiros da Livre!

Tatiane Carcanholo obrigada pelo carinho e pela generosidade, uma atriz como você voltar a estar conosco que estamos ainda em processo de formação, se colocando novamente em treinamento, um exemplo, beijos! 

Comentários

#1

Estava refletindo sobre hoje dia 09/04/2013.

Começamos com o aquecimento do corpo andando pelo espaço e variando os planos

Chegamos a uma respiração, dessa respiração, a um movimento e ao mesmo tempo batidas no corpo em uma rima sem perder a cadência. Iniciamos as leituras e continuamos com as batidas dos instrumentos envolvidos, Depois ouvimos sobre rap, linguagem ou a fala em movimento, dos símbolos e signos e de que existem muitas visões e maneiras para se entrar num diálogo dentro dessa modalidade de música. Pensando e associando o que foi dito hoje e os exercícios que fizemos. Os trechos do texto lido hoje e acredito que seja uma característica do poeta Shakespeare, tem uma grande ligação em relação ao tempo de que se é dito o ritmo empregado e a música que ainda estamos querendo encontrar. Mas qualquer que seja, terá uma contagem como ouvimos hoje na divisão das células musicais que são enumeradas as batidas e a última sempre define que acabou. Assim é com o texto que também tem seu tempo, suas pausas e sua hora de acabar fechando o sentido da poesia. Esse tipo de pesquisa é muito importante para o processo, pensar numa musicalidade corporal de cada um dentro das suas possibilidades, dentro da sua respiração e não esquecer que nossas fraquezas se potencializadas, podem ser usadas ao nosso favor.

Precisa de ajuda?

Blog

O blog permite que os membros de um projeto se comuniquem, discutindo e publicando novidades. É um ótimo lugar para compartilhar processos, desafios e explorar ideias.