Memorial 19/03/2014 - Cadu Mesias

         Dia exaustivo, mas extremamente gratificante. A aula com Bertho Filho foi maravilhosa. Sem palavras.

         Primeiro o exercício criativo. Você cansa, mas também usa sua criatividade para isso. O cansaço inicial gera mais concentração para o que vem depois. Nesse exercício ele “tirou o couro”, fez ultrapassar os limites, por isso cuidado, saiba seu limite e pare aí.

         Improviso e criatividade são as palavras de ordem. Improviso criativo. Sem autocrítica, sem “encenar”, ser verdadeiro, não tente ser aquilo que você não é, se entregue, tente de forma sincera, se arrisque, se permita ao erro, deixe vir o que já existe dentro de você. Houve improviso em dupla, em grupo, em dupla e em grupo, necessariamente nessa ordem. Houve mistério, drama, barraco, baixaria, traição, amor, ódio e até mesmo a interpretação de Shakespeare com nossas palavras. Surreal e muito irado!

            Estou exausto. No fim do dia ainda fiquei para trabalhar na portaria da peça “Coral - Uma etno(ceno)grafia” para ganhar tempos. Queria ser mais detalhista, mas minha cabeça está, a essa altura, fatigada. Nada mais sai de dentro dela. Boa noite e vamo que vamo!           

Cadu Mesias

Comentários