Pular navegação

GT Pesquisa Viva: por uma cultura de pesquisa participativa

GT Pesquisa Viva: por uma cultura de pesquisa participativa

A Teia Nacional da Diversidade, realizada entre os dias 19 e 24 de maio em Natal (RN) reuniu pontos de cultura, grupos artísticos, movimentos sociais, gestores, pesquisadores e agentes culturais em um grande encontro do Programa Cultura Viva, que completa dez anos este ano. Entre debates, seminários, oficinas e apresentações artísticas, pontos de cultura todo o país tiveram a oportunidade de trocar experiências e impressões, resgatar e avaliar o histórico do movimento, bem como propor novas diretrizes e caminhos. Considerando as diversas pesquisas e estudos já realizados sobre o Programa, e buscando um maior diálogo entre estas narrativas e a realidade cotidiana dos Pontos de Cultura, foi criado durante o Forum Nacional de Pontos de Cultura o GT Pesquisa Viva, formado por ponteiros e pesquisadores interessados em produzir conhecimento e reflexões sobre o programa. O objetivo do grupo de trabalho é criar uma cultura de pesquisa dentro da rede do Cultura Viva, junto a pontos de cultura, gestores públicos e universidades. Por isso, busca-se potencializar a produção de indicadores e informações sobre o Cultura Viva através do levantemento, disponibilização e articulação em rede dessa produção criando espaços de intercâmbio de informações e metodologias junto a outras redes, buscando fomentar todos os atores do Programa como pesquisadores em potencial. Entre as estratégias de ações desenhadas pelo grupo, estão: . Contribuir com a criação de um repositório de pesquisas acadêmicas, estudos gerais e relatórios institucionais sobre o Programa já produzidos, em especial, pelos Pontos de Cultura e através deles. E a fim de fortalecer a rede, o repositório, iniciamente hospedado no site do Observatório de Políticas Públicas da UnB, será disponibilizado também nas plataformas do próprio programa, como iTeia, Rede Mocambos, Culturadigital.br, Rede Livre, Estúdio Livre, etc. . Acompanhar as pesquisas e estudos em curso, como o Redesenho do Programa Cultura Viva e a pesquisa de Monitoramento e Avaliação da Rede Estadual que está sendo realizada pela Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro, dando retorno periódico à rede sobre seu andamento. . Fomentar a produção de conhecimento e levantamento de novos indicadores por parte dos próprios pontos de cultura, através da capacitação em pesquisa-ação participativa, com compartilhamento das metodologias e de seus resultados. Respondendo ao objetivo de articulação com outras redes, já na Teia o recém-criado GT participou do Seminário Visões sobre o Programa Cultura Viva, nos dias 22 e 23 de maio, que teve como objetivo a retomada da Rede de Pesquisadores do Cultura Viva. Na ocasião, foi estabelecida uma parceria tripartite entre sociedade civil (GT Pesquisa Viva), academia (Observatório de Políticas Públicas da UnB) e gestão pública (Fundação Casa de Rui Barbosa / MinC), visando o fortalecimento das ações mencionadas acima. Além disso, como uma primeira ação concreta, o grupo realizou na terde do dia 23 uma oficina de pesquisa-ação participativa com o objetivo de construir de forma colaborativa a avaliação da Teia. O questionário, construído coletivamente, busca mapear a opinião dos ponteiros e demais participantes da Teia a respeito da programação do encontro, principais contribuições e aprendizados e também incita a reflexão sobre questões como representatividade e sugestões para próximas Teias. O formulário se encontra disponível em http://www.mostre.me/pesquisacaonateia e estará disponível até dia 15 de junho, próximo domingo. Você que esteve na Teia da Diversidade compartilhando o trabalho do seu Ponto de Cultura, participando da Feira da Economia Solidária, discutindo a Lei Cultura Viva, realizando a sua pesquisa sobre os Pontos de Cultura, ou simplesmente passando para conhecer o movimento, não deixe de responder. Sua participação é muito importante para termos uma visão geral dos frutos do encontro e como torná-lo ainda mais proveitoso para as próximas edições. Afinal, se a Cultura é Viva, a pesquisa é nossa!

Comentários

Precisa de ajuda?

Blog

O blog permite que os membros de um projeto se comuniquem, discutindo e publicando novidades. É um ótimo lugar para compartilhar processos, desafios e explorar ideias.